Jornal 01

UM CANDIDATO PARA O FUTURO

Jornal 02

UMA EQUIPA DE EXCELÊNCIA

Programa Completo

ONDE TODOS CONTAM

Conheça todas as novidades e as propostas da candidatura É Tempo de Espinho.
Subscreva a nossa mailing list e receba o Jornal SER ESPINHO em formato digital gratuitamente no seu email.

Quem somos

Somos a página oficial da candidatura do Arquiteto Nuno Lacerda à presidência da Câmara Municipal de Espinho. O projeto de cidadania “É Tempo de Espinho”, que o Partido Socialista promove, pretende iniciar um novo rumo e uma nova era de ação e de atualização do Concelho de Espinho para as próximas eleições autárquicas, a realizar no dia 1 de Outubro de 2017.

É uma candidatura de valores, de liberdade, de ideias e objetivos para fazer e cumprir, com sentido de missão e de Amor por Espinho – cidade onde cresci, me formei, trabalho e sempre me envolvi – tendo por isso obrigação de dar o meu melhor. “ Nuno Lacerda.

Entendemos que o governo de uma Câmara Municipal cuida das pessoas, dos seus bens, dos espaços coletivos e das suas perspetivas futuras. Gere, cria e otimiza as necessidades comuns como a Saúde, a Educação, a Formação cultural, artística e tecnológica. Não trata de chumbar projetos, criar obstáculos ao investimento, nem de recusar ouvir a voz do cidadão que o elege.

Queremos um concelho participado e aberto, transparente e plural, vivo e inclusivo, representativo e respeitador dos diferentes grupos socioeconómicos, etnias, géneros e opções individuais que Espinho possui – um concelho atual e alinhado com a sociedade que lhe dá vida e alegria.

É de pessoas que as freguesias, a cidade, o concelho vive e para termos melhores pessoas temos de ter melhor urbanidade. Temos que ter melhor e mais qualificada liderança na gestão municipal.

A ideia atual de património, não é mais a mesma, algo estável, fixo e imutável. O Património de um Concelho, de uma cidade, assenta na dinâmica de produção das suas gentes, dos modos de estar e de construir os seus lugares, nas estórias que contam, nas verdades que criam e na capacidade de atualização da sua tradição.

Entre o património Material e Imaterial, importa conhecer e separar o trigo do joio, desenvolver linhas de validação e aposta, conhecer para Saber e saber para produzir mais e melhor património. Espinho tem um assinalável património imaterial que é urgente consolidar, motivando professores e alunos para a seleção e seriação da sua evolução. Há História e estórias para contar, muitas para viver e outras para nos fazer sonhar. É deste olhar novo e competente, sábio e rigoroso, que poderá resultar a verdade da nossa história, a essência da nossa singularidade, a especificidade que contribuirá para a nossa diferenciação positiva e competitiva.

Do ponto de vista Material, quanta Arquitetura foi já esquecida e banalizada que importa recuperar, fazer reabilitação intensiva e coerente, presa aos valores da época que nos fizeram distintos e cujas obras, cujos edifícios carecem de intervenção. Mais do que obras singulares, procuraremos intervir e “patrimonizar” conjuntos edificados, espaços e áreas específicas de interesse coletivo de modo a sermos únicos e excelentes, afastando-nos da atual e perigosa vulgaridade que iremos recusar.

O futuro de Espinho deverá passar por processo de alteração significativo e estrutural realizado de um modo concertado e faseado. Espinho não possui condições, de momento, para se confrontar com dinâmicas de competição e níveis de exigência que outras cidades e concelhos mais preparados e atentos foram capazes de implementar de modo a poderem construir planos de futuro com sustentabilidade.

Contudo, Espinho apresenta ainda uma estrutura social e identitária consistente e com capacidade de regeneração forte. No ranking da atual competição temos muitas infraestruturas afetadas, mas as fundações da nossa identidade e capacidade de intervenção não foram ainda danificadas ou postas em questão de um modo irremediável.

Importa definir estratégias, realizar planos de médio e longo prazo e tornar a ação do presente assente nessa visão de futuro, onde se possa fortalecer a coesão social, o ensino e a formação artística e digital, o empreendedorismo e a inovação em sectores novos e disruptivos, mantendo a linhagem da tradição e os valores que nos caraterizam como um povo, uma comunidade, uma estrutura identitária sólida e com valor a apostar.

Conheça o Candidato

Nasci em 1960, sou casado e pai de dois filhos, Doutorei-me em arquitetura, sou professor universitário e arquiteto. Sou uma pessoa focada em objetivos para cumprir. Acredito no valor do trabalho, na justiça social, na criatividade e oriento a minha vida por princípios de respeito e amor ao próximo.

UMA VISÃO PARA ESPINHO

Três eixos estratégicos como base de atuação no Concelho de Espinho.

ABRAÇAR
A NOSSA GENTE

Iremos apoiar e qualificar a população de Espinho, favorecendo o acesso à habitação, à educação, aos cuidados de saúde, à cultura e à sua produção, respeitando as tradições e reforçando a sua identidade.

CUIDAR
DA NOSSA TERRA

Queremos tornar Espinho melhor, através de uma visão global do Concelho, onde será bom viver, fomentando a urbanidade e o asseio, criando melhores condições de vida aos cidadãos.

GARANTIR
O NOSSO FUTURO

Fixar empresas e pessoas em Espinho, aumentando a capacidade de atração de modo a eliminar fenómenos de sazonalidade, criando emprego e uma nova vida social permanente onde os jovens criem o seu futuro.

Todos os Espinhenses contam

De 3 em 3 dias Espinho perde 1 habitante.

Porque cada vez somos menos, importa uma nova política de fixação e atração da população.

Pela primeira vez desde os anos 80, Espinho baixa dos 30,000 eleitores. Em todas as freguesias há em 2017 menos eleitores do que nas autárquicas de 2013. Se mantivermos esta tendência no fim deste século a freguesia de Espinho não terá habitantes.  

Anta-Guetim

Espinho

Paramos

Silvalde

11113 2013
10340 2013
3206 2013
6147 2013
10896 2017
10004 2017
3123 2017
5908 2017

-1,95%

-3,25%

-2,59%

-3,89%

Últimas Notícias

Conheça todas as novidades e as propostas da candidatura É Tempo de Espinho.

Feira de Espinho

Feira de Espinho

Crónica de uma alegria partilhada. A feira de Espinho, recebeu-nos em Festa. Celebramos a história…